Depressão, a doença do século

Depressão, a doença do século

Por: Dr Rodrigo Assumção


Tive o privilégio de nascer num berço cristão e ao longo dos anos tenho acompanhado preocupado, o número cada vez maior de casos de depressão acometendo a população e por extensão muitos cristãos. 


No nosso meio, infelizmente, boa parte destes casos são tratados como uma simples tristeza ocasionada por um período de provação, um problema momentâneo ou um caso exclusivamente espiritual. 


Mas, em muitos, ficam evidentes as características especificas da doença.  Além disso, Tenho percebido também que a depressão não tem atingido somente os membros da igreja, mas também vários líderes têm sido acometidos por ela. 

A doença não tem processo seletivo, ou seja, não escolhe posição social, hierarquia ou tipo de atividade que a pessoa executa. Ela simplesmente acomete o ser humano, sendo já considerada a doença do século e suas causas podem ser orgânicas ou espirituais, podem ser por fator extrínseco ou intrínseco, o fato é que não podemos ser negligentes com relação a ela, pois a mesma desestabiliza vidas e consequentemente famílias, carreiras profissionais e no nosso caso pode prejudicar ministérios.

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história. No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si. É imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado, apenas lembrando, as medicações  antidepressivas não viciam: existe uma gama de  mitos, é essencial aderir ao tratamento para cura. Deus usou medicamento como figo na época para curar um rei: este é o tipo de doença que pensamos nunca nos acometer ou que somos imunes a ela. 

É importante lembrar que até o profeta Elias passou por isso. O fato de ele ter sido o canal de Deus para a realização de muitos milagres resultou num desgaste e num esgotamento físico e psicológico a ponto de apresentar sintomas clássicos da depressão. 


O esgotamento, inclusive, tem sido um dos maiores promotores deste mal nos nossos dias, pois estamos diante de uma sociedade que impõe um ritmo frenético e que resulta em pessoas que se doam demais e que não se cuidam. 


É importante destacar que depressão não se cura apenas com presentes e com viagens, ela precisa ser diagnosticada e devidamente tratada. Sempre tenho orientado meus pacientes sobre a importância de Deus em nossa vida e que as medicações são importantes para o tratamento. 


Portanto, seja qual for a posição que você ocupe no ministério, não deixe de descansar, tirar férias, viajar, ter momentos de descontração e estar com os seus familiares, ações como estas são preventivas contra este mal. São coisas simples, mas que vão ajudar a evitar um esgotamento físico e psicológico. 


E, se perceber os sintomas, não deixe de procurar um médico ou psicólogo para ter um diagnóstico correto. Saiba que, aquilo que Deus reservou pra sua vida, será seu. 


Não há necessidade de sacrificar em demasia seu tempo e seu descanso, lance sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de nós. 1 Pd 5.7. 


Dr Rodrigo Assumção

Membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Joinville
Conferecista e Palestrante  para Jovens 
Formado em Medicina - MG
e Ciências da Religião - SP
e Pós Graduado em Psiquiatria - SP
www.vivabonsmomentos.com

4 comentários :

  1. Ao visitar alguns blogs me deparei com o seu, e quero dar-lhe os parabens por partilhar o seu saber, gostei por isso deixo aqui um convite:
    Ficaria radiante se visita-se o meu blog, e leia alguma coisa, meu blog é um blog cristão que fala de diversos assuntos.
    É o Peregrino E Servo.
    Desejo muita paz e saúde.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Irmã Carla Ribas libera esta publicação para que eu possa compartilhar no meu blog. Agradeço o apoio e a compreensão! Uma ótima publicação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro Alex, por favor envie seu e-mail!
      Abs

      Excluir
  3. Muito bom o seu blog, estive a percorre-lo li alguma coisa, porque espero voltar mais algumas vezes,
    deu para perceber a sua dedicação em partilhar o seu saber.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante.
    E se gostar e desejar comente.
    Como já estamos perto do Natal, desejo-lhe um Natal Feliz e cheio de paz e saúde.
    Que Deus vos abençõe e guarde.
    António.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos