Como Lidar com os Vampiros Cristãos

Como lidar com os vampiros cristãos

Por Becky Cain
Tradução e Versão: Carla Ribas 

Você é um vampiro cristão, ou conhece algum? 

Como coach de vida, descobri que um dos maiores drenos da nossa energia pode ser encontrado nos relacionamentos. Muitos relacionamentos, é claro, proporcionam grande alegria e paz em nossas vidas. Outros podem sugar a nossa alegria e paz. Eu chamo as pessoas que empobrecem a nossa alegria e a nossa paz de "vampiros cristãos." 


Aos cristãos é ensinado "amar o próximo" e "dar a outra face." Consequentemente, podemos encontrar dificuldades para lidar com esse tipo de pessoa devido à nossa natureza. 

Este post é resultado direto da minha busca pessoal para encontrar uma forma de lidar com um vampiro cristão e o meu desejo de ajudar outras pessoas que têm um em suas vidas. 

Como descobrir um vampiro cristão? Aqui estão alguns exemplos: 

Pobre de Mim - Eles lamentam constantemente sobre os seus problemas. Não importa quantas vezes você tente abordar o lado "positivo" das coisas, vampiros cristãos revolvem-se na mentalidade "pobre de mim". 

Meu vampiro cristão reclamou dos mesmos "problemas" durante anos. As pessoas com a mentalidade "Pobre de mim" querem que você largue tudo e sinta pena deles para que possam manipulá-lo. Quando seu vampiro cristão o procurar e começar a lamentar-se, é melhor ser sincero e dizer algo como: "Não sou eu quem tem que resolver esse problema para você" ou "Você está exigindo de mim coisas que não são razoáveis​​." Se isso não funcionar, então terá que dispensá-los - "Estou ocupado agora" ou "Esse não é um bom momento." 

Se você é do tipo "Pobre de mim," pode escolher ser "vítima" ou "vencedor". 

Narcisista - É tudo sobre mim! Não importa a situação, os vampiros cristãos tem que ser o centro das atenções. Eles não têm a capacidade de colocar-se no lugar de outra pessoa. 

Confrontei meu vampiro cristão sobre sua presunção de que todos precisam ficar de pé, aplaudi-lo e beijar o seu anel quando chega em um evento familiar. Ela parecia incapaz de compreender que a vida não é totalmente sobre ela. 

Mestre Manipulador / Controlador - Um vampiro cristão tem expectativas irreais sobre a sua parte na relação. Você é obrigado a fazer o que ele/ela quer que você faça. Vampiros cristãos não aceitam "não" como resposta. Eles vão até usar o cristianismo como um meio de manipular. 

Durante anos, meu vampiro cristão me pressionou para "preencher a lacuna" que outras pessoas em sua vida não estavam preenchendo. Afinal, era meu "dever" atender suas necessidades como parente, cristão e como pastora, mesmo não sendo a sua pastora. Este relacionamento tóxico começou a infiltrar-se e exercer mais pressão sobre as minhas relações com meu marido e outras pessoas. O vampiro cristão iria tentar manipular os outros através de mim. 

O fato é que você e eu não fomos feitos para preencher um vazio que só Deus pode preencher. Este é um falso senso de responsabilidade que nunca devemos assumir. Os vampiros cristãos precisam buscar a Deus. Ele é o único que proporciona a verdadeira realização! 

Essas relações são tóxicas! Eles podem até se tornar distrações ao nosso cumprimento dos planos e propósitos de Deus para nós. Vamos olhar do ponto de vista bíblico: "Amarás o teu próximo como a [você] a si mesmo" (Rm 13.9). 

Você precisa do seu oxigênio primeiro! 

Todo mundo que já andou avião sabe que, antes de decolar, parte das instruções do assistente de vôo são: "Se você estiver viajando com uma criança ou alguém que precisa de ajuda, garanta a sua máscara primeiro e depois ajude a outra pessoa." Se você é pai ou mãe, seu instinto é colocar a máscara no seu filho em primeiro lugar e, em seguida, em si mesmo. O princípio desse pensamento é que você pode desmaiar antes de colocar a máscara em seu filho, assim, ambos morreriam. 

Como pastora e coach pessoal, devo vigiar constantemente para não colocar as necessidades dos outros antes das minhas. Você e eu não podemos cuidar dos outros se não estivermos bem. Recentemente Deus me lembrou que, se eu não colocá-Lo em primeiro lugar e eu em segundo,  minha vida não funcionará corretamente. Devo cuidar do meu oxigênio antes para poder ajudar os outros. Esta foi uma revelação muito libertadora. Com sorte, você vai entendê-la e aplicá-la à sua vida. 

Embora pudesse oferecer aconselhamento clínico, espero que você abrace este conceito de colocar Deus em primeiro lugar e você mesmo em segundo, mas não como um narcisista. Se fizer isso, todos os seus outros relacionamentos começarão a ser reforçados. Você será mais saudável e conseguirá estabelecer limites apropriados. Você vai começar a amar a si mesmo o suficiente para impedir que vampiros cristãos o manipulem ou controlem com culpa, pena, obrigações ou outras coisas. 

A maioria dessas pessoas não vai parar ou mudar sem chutar e gritar. Se o vampiro cristão em sua vida não respeitar e honrar os seus limites, você precisará "aparar" essa relação. Então, é possível que essa pessoa volte-se totalmente para Deus para a verdadeira realização e se torne um vencedor e não uma vítima. 

Lembre-se que Deus ama você incondicionalmente! Ele está do seu lado. Ele está torcendo por você! Ame-se o suficiente para ser um vencedor. Não permita que um vampiro cristão tóxico e exigente sugue a sua alegria.

Fonte: charismamag.com
Foto: Lusi/rgbstock.com
#vivabonsmomentos




2 comentários :

  1. Irmã Carlas Ribas, Como tem irmãos vampiros dentro das igreja! Muito bom o post. Deus a abençoe. Fique na paz do Senhor.

    ResponderExcluir
  2. Pr. Flávio, realmente vemos muitos Vampiros Cristãos, por isso publiquei esse texto.
    Espero que seja esclarecedor e de grande ajuda para os que se encontram nesta difícil situação.
    Obrigada pela visita.
    Abs

    ResponderExcluir

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos