5 Maneiras para saber se é a voz de Deus

5 Maneiras para saber se é a voz de Deus


Por: Marl Virkler
Tradução e Versão: Carla Ribas

Pode ser difícil diferenciar entre a voz de Deus e nossos próprios pensamentos. Aqui estão cinco testes essenciais para ajudá-lo a reconhecer qual é qual.




1) Teste a origem (1 João 4.1)

Nossas mentes pensam de forma progressivas, de um pensamento ao próximo, no entanto tangencialmente. Os pensamentos do mundo espiritual são espontâneos. A palavra hebraica para a verdadeira profecia é naba, que literalmente significa "borbulhar", enquanto a falsa profecia é ziyd, que significa "ferver". As palavras verdadeiras do Senhor vão borbulhar do nosso íntimo; não precisamos cozinhá-las.

2) Compare-a com os princípios bíblicos

Deus nunca dirá alguma coisa para você, pessoalmente, que seja contrária à Sua revelação universal, expressa nas Escrituras. Se a Bíblia diz claramente que algo é pecado, nenhuma quantidade de journaling pode fazer isso direito. Boa parte dos dados que você armazena em sua mente (como que uma revista) não é abordada de forma específica na Bíblia, no entanto, a compreensão dos princípios bíblicos é necessária.

3) Compare-a com os nomes e o caráter de Deus revelados na Bíblia 

Qualquer coisa dita por Deus a você estará em harmonia com a Sua natureza essencial. O journaling pode ajudá-lo a conhecer a Deus pessoalmente, mas saber o que a Bíblia diz sobre Ele irá ajudá-lo a discernir se as palavras são dEle. Certifique-se o teor do seu journaling esteja alinhado com o caráter de Deus, como descrito nos nomes do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

4) Teste o fruto (Mt 7.15-20) 

Qual o efeito do que você está ouvindo sobre a sua alma e o seu espírito? As palavras vindas do Senhor irão acelerar a sua fé e aumentar o seu amor, paz e alegria. Elas vão estimular um senso de humildade, ajudando-o a tornar-se mais consciente de quem é Deus e quem você é. Por outro lado, todas as palavras que você recebe que provocam medo ou dúvida, que causam confusão ou ansiedade ou que atingem o seu ego (especialmente se você ouvir algo "exclusivo, pois ninguém mais é digno") deve ser imediatamente repreendida e rejeitada como mentiras do inimigo.

5) Compartilhe-a com os seus conselheiros espirituais (Prov. 11.14) 

Somos membros do corpo de Cristo. Nós não fomos projetados ou chamados para caminhar sozinhos. Nada poderá aumentar a sua fé e a sua capacidade de ouvir de Deus como a confirmação por duas ou três outras pessoas! Compartilhe o que ouviu com o seu cônjuge, seus pais, amigos, ancião,  líder de grupo ou até mesmo seus filhos crescidos. Eles não precisam ser perfeitos ou super-espirituais para serem seus interlocutores; eles só precisam te amar, ter o compromisso de estarem disponíveis, possuírem uma orientação bíblica sólida e, mais importante, serem pessoas que também recebem conselhos de bom grado e facilmente. Evite os autoritários, que insistem que, devido à sua posição na igreja ou com Deus,  não precisam de ouvir os outros. Encontre duas ou três pessoas para confirmar que você está ouvindo a Deus.


Fonte: charismamag.com
Foto:  Lightstock



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos