Como receber críticas - Parte 1

Três formas para não sentir-se atacado pela crítica.



Por Ed Stetzer
Tradução e Versão: Carla Ribas

Como você deve receber críticas? 

Queiramos ou não, a crítica é uma parte necessária e até mesmo útil para aprendermos uns com os outros como corpo de Cristo. 

Sim, algumas pessoas são muito sensíveis para recebê-las. Confesso não ser um grande fã, mas sei que é útil para a minha santificação. 


Por ser uma figura pública, as pessoas usam as mídias sociais e blogs para me criticar. Isso faz parte da vida de qualquer um que lidera, pensa ou fala em público. 

Se quiser ser amado o tempo todo, vá vender sorvete.

No entanto, venho aprendendo que a crítica pode ser bem-vinda para minha própria jornada de aprendizagem. 

Você pode não ser uma figura pública, mas se for um líder, certamente receberá críticas. Nem sempre as pessoas ficarão contentes, e algumas vezes elas expressarão seus sentimentos. 

Mas, isso não significa que nós devemos ter medo das críticas. 

A crítica pode servir para: 1. Encontrar a falha. 2. Julgar os méritos e falhas de; analisar e avaliar. 

Se ninguém nunca puder encontrar falhas em suas idéias ou julgar os méritos de sua decisão, você está agindo como Deus, e não servindo a Deus. 

Então, como podemos nos preparar para receber a já esperada crítica? Deixe-me compartilhar várias formas ao longo dos próximos posts, começando com as que podem ser as mais óbvias, porém mais difíceis de aplicar. 

Não leve a crítica para o lado pessoal. 
A presença de tantos ataques ad hominem, dificulta isso. Mas, a realidade é que a maioria de nós alia as nossas opiniões à nossa personalidade. 

Entretanto, se você conseguir enxergá-la separado das questões pessoais do orgulho e  do constrangimento, ambos impactados pela crítica, poderá descobrir que a crítica é válida. 
Simplificando, nem sempre você está certo e não tomará conhecimento disso se ficar sempre ofendido quando as pessoas se pronunciarem. 

Aqui estão três ítens para ajudá-lo a manter a perspectiva correta ao enfrentar críticas:

1. Discordar de você não é o mesmo que discordar de Deus. 
Sim, pastores e líderes cristãos devem ouvir a Deus e compartilhar a liderança que acreditam receber Dele, mas o fato é que somos imperfeitos e outras pessoas ouvem a Deus, e Deus as usa para nos corrigir.

2. Se ninguém puder criticá-lo, você provavelmente está inacessível. 
A maioria das igrejas têm algum tipo de meio através do qual as pessoas podem compartilhar seus pontos, pensamentos e até mesmo desentendimentos. Pode ser através de gabinete, presbíteros, diáconos, conselheiros ou algo assim. 

Nesse este artigo, eu vou chamá-los de anciãos.

Simplificando, você não possui anciãos se eles nunca discordam de você. E, você não tem anciãos se eles não podem criticar uma decisão ou uma direção. Não estou dizendo que você deve ouvir todos os que criticam, mas precisa ter algumas pessoas que possam falar honestamente (e criticamente) em sua vida.

3. Se gritar com quem o critica, você provavelmente não tem um espírito ensinável
Claro, você pode gritar com aqueles que gritam com você, mas isso não levará a lugar algum. Ao invés disso, às vezes vale a pena esperar e fazer algumas perguntas sobre tais críticas antes de responder. 

O próximo post abordará exatamente isso, considerar a fonte de críticas.

www.vivabonsmomentos.com
Fonte: http://www.christianitytoday.com
Tradução e adaptação: Carla Ribas

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos