O Propósito do Livro de Eclesiastes

O Propósito do Livro de Eclesiastes

Por Carla Ribas

Apresentação:

Eclesiastes (assembléia, igreja) é a tradução grega do termo “Qoheleth”(1.1-2,12; 7.27; 12.8-10 - o “Mestre”, “Pregador”, “Orador,” “Filósofo”), palavra que parece indicar o título oficial do autor, não o seu nome. Também 12.9 fala do autor como escritor de provérbios.

Podemos identificar este personagem com Salomão, que foi “filho de Davi e rei em Jerusalem” (1.1,12) e a personificação da sabedoria.

Cenário: É uma obra de “Literatura de Sabedoria” forma literária popular nos países do Oriente Médio nos tempos do Antigo Testamento. É a parte da Bíblia voltada especialmente para que seus leitores saibam lidar com as questões filosóficas e práticas da vida. Ele tem raízes na literatura de sabedoria do Egito e da Babilônia.
Na verdade, o livro todo é preenchido com sabedoria prática (que nos ensina a  alcançar realizações no mundo e evitar problemas) e espiritual (sobre como encontrar e conhecer os valores eternos).


Os livros de Provérbios e Eclesiastes são respostas Bíblicas para a busca da verdade.

Provérbios é a sabedoria básica, fornecendo ao leitor os princípios fundamentais para a vida.
O tema de Eclesiastes é altamente “moderno”, aparecendo em vários romances e obras dramáticas da atualidade.


Estrutura: Eclesiastes não possui o tipo de estrutura que estamos acostumados a ver em um livro da Bíblia. À princípio, ele parece mover-se de um lado para outro entre vários tópicos de forma a parecer quase que incoerente. Ele não possui um perfil hierárquico simples, e costuma pular rapidamente de um tópico para o próximo. 

Porém, uma análise mais detalhada revela uma estrutura que alterna entre duas perspectivas: da existência humana distante de Deus e daqueles cuja existência foi vivida na presença de Deus. 
Se Eclesiastes fosse uma música, seria vista como uma antífona. A resolução das tensões que permeiam Eclesiastes são encontradas na afirmação de que a coisa mais importante na vida é “temer a Deus e guardar os Seus mandamentos.”(12.13)


Mensagem e Propósito: Em Eclesiastes, Salomão faz uma análise das suas experiências e uma conclusão sobre o verdadeiro significado da sua vida. 

O livro observa a vida “debaixo do sol” - como ela é. O autor não impõe idéias pré concebidas. Eclesiastes é voltado para o leitor mais maduro e trata da questão da morte anulando todo o propósito e significado da vida. 
“Seja realista” diz o livro. Se a vida sem Deus é tudo o que se tem, encare-a de forma realista. Não fuja da realidade. Uma vez que nossas obras são fúteis - ou seja, destinadas a perecer - não devemos passar nossas vidas tentando justificar nossa existência com buscas que nada significarão ao final.  
Após essa viagem biográfica, Salomão expressou sua triunfante conclusão: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda obra e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau” (Ec. 12. 13,14)


O livro nos alerta sobre a busca de vários significados diferentes na vida.

  1. Realizações Intelectuais: Eclesiastes afirma que a sabedoria nos ajuda a lidar com a vida, mas ele nega que adquirir tal conhecimento seja significativo. Ao final, o sábio e suas obras, assim como o tolo e seus feitos, morrem.
  2. Riqueza e Luxo: A riqueza não dá significado à vida. Mais do que isso, os que perseguem as riquesas desperdiçam suas vidas em amargura, ansiedade e labuta. O dinheiro é importante, e Eclesiastes afirma que precisamos de estratégia para manter o nível básico de prosperidade. Mas a riqueza em si é um substituto fraudulento para o verdadeiro contentamento.
  3. Política: O poder político é inerentemente corrupto, e as piores atrocidades no mundo são cometidas por pessoas cruéis ou incompetentes detentoras de poder. Ao mesmo tempo, o governo é necessário, e Eclesiastes aconselha o leitor sobre como sobreviver em um mundo politicamente competitivo, tendo assim uma vida pacífica e estável.
  4. Religião: O zelo pela religião também vem acompanhado de crítica em eclesiastes. Seus dois avisos são de que não deveríamos tentar impressionar a Deus e não devemos nos desgastar com excessos irracionais.
Positivamente, Eclesiastes recomenda que façamos duas coisas à luz da brevidade de nossos dias: 
  1. Aproveitar a vida. Esta não é a filosofia do hedonismo, tampouco implica na negligência de outras tarefas, porque existe um tempo para todas as coisas debaixo do sol. Mas a vida sem prazer não é vida.
  2. Temer a Deus: Esta é uma humildade honesta diante de Deus, emergindo da conscientização do pecado. Ela inclui a conscientização da nossa dependência Dele e a lembrança do fato de que Ele é nosso Juiz.
www.vivabonsmomentos.com
Consulta: Manual Bíblico SBB
                  Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal - CPAD 
                  HCSB Study Bible - Holman Bible Publishers - tradução das notas: Carla Ribas
                  Ilustração: Holy Bible



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos