Como se relacionar bem



Por Carla Ribas


Quem não gosta de ser bem relacionado, lembrado, apreciado e até mesmo elogiado?


Receita para o sucesso:
O homem prudente não alardeia o seu conhecimento,
mas o coração dos tolos derrama insensatez. 


O tolo precisa falar muito pois é inseguro e precisa se afirmar. Alguns até mesmo gritam e gesticulam para impor seu ponto de vista como verdade.

A prudência acontece após um processo decisivo - antes de falar é preciso pensar, ponderar, confrontar e verificar antes de expressar qualquer opinião - se for o caso.
Existem momentos que nem devemos falar.

Esse atributo aplica-se a todas as áreas da vida:

No emprego - menos conversa, menos rodinhas, mais trabalho, mais atenção, mais eficiência e profissionalismo.

Na escola, faculdade ou curso - mais atenção, menos distração. Cuidado com quem anda pois mesmo tendo boas intenções você pode se prejudicar de forma irremediável.

Em casa - família (marido, mulher e filhos) vem em primeiro lugar, respeito é fundamental. Tolerância é essencial e o amor precisa ser cultivado diariamente.

Na igreja - estamos rodeados de pessoas que nos acompanham semanalmente, que oram por nós, choram conosco, se alegram conosco. Como lidar com as diversas situações que ocorrem? Com amor. Sim, quem ama precisa pensar antes de falar, antes de agir para não precisar tentar desfazer os efeitos devastadores de uma atitude impensada.

Precisamos decidir sermos melhores e nos importarmos uns com os outros; o que se importa e busca a sabedoria faz a diferença. 
O segredo do seu sucesso está na fé em Deus e em Sua palavra aliada a um comportamento racional, ponderado e eficiente.

Leia Proverbios 12:23
  

Charge: Revista GeraçãoJC, editora CPAD e autoria cartunista Flamir Ambrósio

3 comentários :

  1. A Paz de Cristo, conhecer seu blog alegrou meu coração. Suas mensagens são edificantes para o Corpo de Cristo, e um bálsamo para todos que acessam esse espaço abençoado.
    Como prova do meu amor cristão deixo uma lembrancinha que fiz, espero que goste do acróstico:

    C ultivar uma vida de oração.
    R evigorar-se pela leitura diária da Palavra.
    E star sempre disposto a obedecer a Deus.
    S er uma testemunha fiel no viver e no falar.
    C onsagrar a Deus seu corpo, tempo e talentos.
    E sperar de Deus a orientação para a vida.
    R evestir-se do poder do Espírito Santo.

    Nós precisamos CRESCER na Graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
    A propósito, caso ainda não esteja seguindo o meu blog, deixo o convite.
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. Convido a visitar o blog do irmão J.C. repleto de mensagens abençoadoras; algumas polêmicas, porém ricas de entendimento.

    Acesse:
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. A Paz Carla, gosto muito de seu blog tenho ele na minha lista de leitura, quero parabenizá-la por esse espaço, onde se glorifica o nome de Deus.
    Eu não sei se você conhece a história do "Prêmio Dardos", que todos os blogueiros recebem quanto a qualidade do conteúdo de seus blogs, essa semana eu recebi a indicação desse prêmio, e coloquei uma nota no meu blog, indicando também o seu, entra lá e leia caso você ainda não conhece e não recebeu, para que você faça o procedimento indicado.
    Eu mencionei o seu blog, porque é de bom conteúdo, onde se prega a Palavra de Deus.
    Deus abençoe
    http://vivendocomdeuseparadeus.blogspot.com.br/2012/11/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
  3. Olá, Carla!

    Boa dissertação. Às vezes calar causa mais impacto do que gritar alto. Não é?

    Tenho algo relativo ao relacionamento dentro das famílias cristãs.

    As crianças são inteligentes. dentro da medida da faixa-etária delas. Olhemos para elas como “pessoinhas” sábias: “Dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio; ensina o justo e ele aumentará em doutrina” – Provérbios 9.9.

    É quase propriedade dos pré-adolescente e adolescentes dizer “eu sei”. É difícil lidar com quem pensa que sabe (quase) tudo! Com raras exceções, aqueles que dizem isso não sabem nada de importante.

    Pela graça de Deus, lendo o Salmo 1 eu atinei que o melhor fruto é o que nasce na estação certa. Então, não podemos querer colher frutos adiantados na vida das crianças. Devo me satisfazer com atitudes de criança em criança, não é possível que uma cabecinha infantil manifeste frutos de alguém adolescente ou que o adolescente pense e aja feito gente adulta.

    Uma das crianças que Deus deu para mim e minha esposa fez 13 no sábado. Fizemos algo diferente para comemorar o aniversário dela neste ano. Juntamos toda a família e fomos ao circo. Antes de entrar, na calçada da rua mesmo, cantamos “Parabéns Pra Você”, em seguida entramos num estabelecimento e comemos salgadinhos e barras de chocolates e bebemos refrigerantes. Ela ganhou presentes também! Depois, tive o prazer de vê-la se divertindo bastante ao lado de uma amiga e de uma prima bem pertinho do picadeiro assistindo palhaços, trapezistas e mágicos. Ela nunca havia estado em um ambiente assim...

    E, ontem, após o culto, essa mesma criança veio até mim na minha sala dizer que sentia desejo de se batizar nas águas. Perguntei a ela se sabia o significado do ritual. Três segundos de silêncio com ar de surpresa pela minha interrogação. Não deixei de falar que estava contente com sua decisão, mas que conversaríamos sobre o assunto quando o nosso tempo estivesse mais disponível, pois ela precisava dormir para acordar cedinho na segunda-feira para ir à escola. Tenho a resposta e por conhecê-la bem sei que não precisa apressar-se, ainda está passando pelo processo de aprendizagem das coisas espirituais, precisa entender o valor do simbolismo das águas batismais.

    Percebo jovens rebelados porque seus pais exigiram deles frutos fora do tempo certo de apresentá-los e provocaram neles a rebelião. E quando chegaram momentos de orientá-los, esses filhos disseram “eu sei, mãe; eu sei. pai!”, recusando-se a ouvi-los, porque estavam estressados com as expectativas inconvenientes que colocaram em suas vidas.

    Pais devem ser transmissores do saber, precisam passar à criançada a sabedoria do alto (Tiago 3.13-18). Esse diálogo é travado usando a autoridade e nunca o autoritarismo. E quanto esta comunicação ocorre eficazmente, os filhos tornam-se conscientes que a principal fonte de seu aprendizado é seus pais.

    É tão bom quando o filho e a filha buscam em seus pais as respostas de tudo que precisam!

    Os pais cristãos não devem temer não saber o que dizer aos filhos. A Bíblia Sagrada contém o que precisa ser ensinado. Faça-se pesquisas bíblicas, diuturnamente, porque o Inventor da família disponibiliza informações para que os pais saibam relacionarem-se bem com seus filhos!

    E.A.G.
    http://belverede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá,
Obrigado por comparecer ao blog Viva Bons Momentos e interagir através do seu comentário. Sua opinião é importante para nós.
Lembramos que a legislação brasileira responsabiliza o blogueiro pelo conteúdo do blog, incluindo os comentários escritos por visitantes. Assim sendo, agradecendo a visita e a interatividade de todos, avisamos sobre nossa Política de Moderação de Comentários:
• O Editor do blog Viva Bons Momentos analisa todos os comentários e não publica conteúdos que infringem as leis. São eles: palavrões, digitações caluniosas; ofensivas, que contenham falsidade ideológica, que firam a privacidade pessoal ou familiar e, em determinados casos, os comentários em anonimato.
•O editor desse Blog não aceita publicar todos os comentários anônimos. Embora haja aceitação de digitação de comentários anônimos, não significa que o mesmo será publicado. Priorizamos a publicação dos identificados. Os anônimos são publicados apenas quando escritos objetivando a preservação do digitador quando o assunto referir-se a ele mesmo.
Obrigado,
Viva Bons Momentos