Dia dos Namorados





Por Carla Ribas

O Dia dos namorados é para ser comemorado.

Não importa se namorando, noivo ou casados, o importante é celebrar a união de duas pessoas que se amam e tem compromisso uma com a outra.





Por falar nisso, compromisso tem a ver com opção. Em um relacionamento amoroso, ambas as partes precisam levar a sério o compromisso de serem fiéis uma a outra e cuidarem um do outro como cuidam de si mesmas, ou até melhor.


Aprendi que, se a palavra separação não for uma opção, ambos farão o melhor para conviver em harmonia pois, como a estrada será longa, nada melhor do que fazer uma viagem maravilhosa!

Se o seu relacionamento não deu certo, espero que o próximo seja definitivo. Sei que nem sempre as coisas caminham como planejamos e que não dependem exclusivamente de nós.

Decidi que meu casamento não seria como o dos meus pais, que se separaram quando eu tinha 15 anos.

Na época não conhecíamos Jesus. Meus pais não sabiam que Deus faz a diferença no casamento.

Meu marido e eu decidimos levar a sério a questão de que a separação não é uma opção. Atravessamos momentos ótimos, momentos bons, outros nem tanto... Em novembro, faremos 20 anos de casados e eu não poderia estar mais feliz! Nossos dois filhos são o presente mais precioso que ele poderia me dar.

As palavras são minhas, mas as fotos mostram o carinho do meu marido: flores, pétalas de rosas e café da manhã na cama. 
Ronaldo meu amor, meu eterno namorado, te amo!